terça-feira, 1 de setembro de 2009

As bases da hereditariedade

A hereditariedade é um fenômeno que representa a condição de semelhança existente entre ascendentes (geração parental) e descendentes (geração filial), através da contínua transferência de instruções em forma de código inscritas no material genético (DNA= ácido desoxirribonucléico), orientando a formação, desenvolvimento e manutenção de um ser vivo.

Os eventos biológicos hereditários podem ser classificados em dois tipos:
Hereditariedade específica → caracterizada por agentes genéticos comuns de uma determinada espécie, conservando a essência de um grupo taxonômico;

Hereditariedade individual → relativa à expressão de agentes genéticos que estabelecem aspectos individualizados (por exemplo: a fisionomia, traços particulares do semblante), sendo, portanto um fator que causa biodiversidade entre indivíduos de uma mesma espécie.

Os genes {compostos de moléculas de ácido desoxirribonucléico (DNA)}, são as unidades básicas que determinam as características hereditárias de um organismo. Juntos esses genes formarão os cromossomos.
A composição específica dos genes e sua distribuição nos cromossomos se constituem no projeto genético de cada indivíduo.

Cada célula no corpo humano contém 46 cromossomos (chamadas diplóide ou 2n). Com exceções dos gametas (o óvulo e o espermatozóide), já que cada um contém apenas 23 cromossomos (chamadas haplóide ou n). Na união dos gametas resultará então a formação de um novo ser com 46 cromossomos.
As características herdadas nessa troca de material genético podem ser dominantes ou recessivas.
Um gene recessivo produz uma característica específica somente se seus efeitos não forem cancelados pelas características de um gene dominante.Por exemplo, o gene para olhos castanhos é dominante, enquanto o gene para olhos azuis é recessivo.

Os genes normalmente são transmitidos de uma geração para a outra sem alteração. No entanto, há momentos em que ocorrem mutações, ou seja, a estrutura do gene se altera, talvez devido ao efeito de uma substância tóxica, de uma infecção ou de exposição à radiação. Os filhos que recebem um gene com mutação irão exibir uma característica que não está presente em nenhum dos pais.

Veja quadro de anomalias cromossomicas
Trissomias autossômicas
Síndrome de Down (21), Síndrome de Edwards (18), Síndrome de Patau (13), Trissomia 9, Síndrome de Warkany (8), Síndrome do olho de gato (22), Trissomia 22, Trissomia 16

Monossomias autossômicas/deleções
Síndrome de Wolf-Hirschhorn (4), Cri du chat (5), Síndrome de Williams (7), Imprinting genômico,Síndrome de Angelman/Síndrome de Prader-Willi (15), Síndrome de Miller-Dieker/Síndrome de Smith-Magenis (17), Síndrome da deleção 22q11.2 (22)

Ligadas ao X/Y
Monossomia
Síndrome de Turner (XO)
Trissomia
Síndrome do triplo X (XXX), Síndrome de Klinefelter (XXY), XYY.
Outros cariótipos
XXXX, XXYY, XXXXX, XXXXY
Translocações
Cromossomo Filadélfia, Linfoma de Burkitt

Outras
Síndrome do X frágil, Disgenesia gonadal (Disgenesia gonadal mista)

11 comentários:

  1. bom texto gostei me ajudou bastante

    ResponderExcluir
  2. adorei o texto fácil entendimento obrigada

    ResponderExcluir
  3. Gostei usei no meu trabalho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. somos doiixx hehe

      Excluir
    2. somos tres kkkkkkk meu passaporte pro 9 ano

      Excluir
  4. bom..eu nao sou de gostar de coisas assim mais este texto e otimo nota 1000!!!!!!!!!
    *--*bj

    ResponderExcluir
  5. muito bom vou tirar um 10 no trabalho!!!!!!! rsrsrsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Suu meemooo kkk' soomoos dois kkkkkkkkkkk'

      Excluir
  6. Perfeitoooo ;*
    Excelente explicação !
    PARABÉNS'

    ResponderExcluir
  7. Adorei
    legal
    esclarecedor

    ResponderExcluir
  8. Bem com esse texto ,e um outro que eu copiei meu 10 no trabalho já está garantido !!!
    kkkkkkkk

    ResponderExcluir

Biologia, a ciência da vida.

Quando a última árvore for cortada, quando o último rio for poluído, quando o último peixe for pescado, aí sim eles verão que dinheiro não se come…” Pensamento Indigenista.